Serviços


Segurança Veicular – SV

Avaliação de veículos rodoviários automotores ou rebocados por meio de inspeção visual, de inspeção mecanizada e automatizada, visando comprovar o atendimento aos requisitos de segurança e ambientais estabelecidos pelo Conmetro, Inmetro, Contran e Denatran.

  • Automóvel modificado ou fabricado artesanalmente
  • Caminhão modificado
  • Caminhonete modificada ou fabricada artesanalmente
  • Camioneta modificada ou fabricada artesanalmente
  • Microônibus modificado
  • Ônibus modificado
  • Utilitário modificado ou fabricado artesanalmente

  • Automóvel recuperado de sinistro
  • Caminhão recuperado de sinistro
  • Caminhonete recuperada de sinistro
  • Camioneta recuperada de sinistro
  • Microônibus recuperado de sinistro
  • Ônibus recuperado de sinistro
  • Utilitário recuperado de sinistro

  • Inspeção da capacitação técnico-operacional de empresa

  • Motocicleta – Modificação ou Fabricação artesanal
  • Motocicleta – Recuperada de Sinistro
  • Motoneta – Modificação ou Fabricação artesanal
  • Motoneta – Recuperada de Sinistro
  • Quadriciclo – Modificação ou Fabricação artesanal
  • Quadriciclo – Recuperado de Sinistro
  • Ciclomotor – Modificação ou Fabricação artesanal
  • Ciclomotor – Recuperado de Sinistro
  • Triciclo – Modificação ou fabricação artesanal
  • Triciclo – Recuperado de Sinistro

  • Rebocados acima de 7500N – Modificação ou fabricação artesanal
  • Rebocados acima de 7500N – Recuperados de Sinistro
  • Rebocados até 7500N – Modificação ou fabricação artesanal
  • Rebocados até 7500N – Recuperados de Sinistro

  • Automóvel com sistema de GNV instalado
  • Caminhão com sistema de GNV instalado
  • Caminhonete com sistema de GNV instalado
  • Microônibus com sistema de GNV instalado
  • Ônibus com sistema de GNV instalado
  • Utilitário com sistema de GNV instalado
  • Utilitário recuperado de sinistro

  • Portarias 30/2204, 31/2004, 32/2004 e 49/2010 do INMETRO

  • Inspeção periódica de carroçarias de veículos rodoviários e caçambas intercambiáveis para o transporte de produtos perigosos.
  • Inspeção periódica de equipamentos para o transporte rodoviário de produtos perigosos a granel – Líquidos com pressão de vapor até 690 kPa.

  • Portaria 91/2009 INMETRO
  • Portaria 299/2014 INMETRO

Veículos Perigosos – PP


Avaliação e atestação da conformidade de equipamentos rodoviários que transportam produtos perigosos a granel,  tendo como referência normativa as regulamentações técnicas pertinentes do Inmetro, Ministério dos Transportes, ANP e ANTT.

Conforme a data de fabricação do veículo, as inspeções periódicas devem ser de 04, 06 e 12 meses.



Segurança Veicular – OIVA

Avaliação e atestação da conformidade de veículos rodoviários utilizados no transporte de produtos perigosos, tendo como referência normativa as regulamentações técnicas pertinentes do Inmetro, Ministério dos Transportes, ANP, ANTT, Contran, Denatran, Ibama e Conama.

Conforme a data de fabricação do veículo / equipamento, as inspeções periódicas devem ser de 04, 06 e 12 meses.

  • Veículos leves
  • Veículos pesados
  • Veículos rebocados acima de 7.500N de PBT

  • Portaria 457/2008 do INMETRO
  • Portaria 299/2014 do INMETRO

Entre atendimento, cadastro, inspeção e emissão de documentos.
Falhas operacionais do sistema DENATRAN (BIN) e/ou UCG não são contempladas neste prazo.


Tempo de Execução dos Serviços


  • O tempo médio de inspeção são de 3 horas


Condições Exigidas para Inspeção

Para realização da inspeção, o veículo deve apresentar as seguintes condições

  • Estar com sua massa em ordem de marcha (livre de carga);
  • Estar limpo;
  • Estar com os pneus calibrados conforme pressão especificada pelo fabricante (caso não esteja, a equipe técnica fará o ajuste da pressão);
  • Possuir instaladas no veículo, suas Placas de Licença Dianteira e/ou Traseira, quando aplicável (*);
  • Estar abastecido (combustível original), com no mínimo 90% da capacidade total;
  • Nos casos dos veículos com GNV, o(s) cilindro(s) deve estar abastecido com pressão mínima de 180 bar;
  • Nos casos de veículos destinados ao transporte de produtos perigosos, estar com a verificação metrológica do cronotacógrafo vigente, quando aplicável;
  • Nos casos de veículos destinados ao transporte de produtos perigosos, estar com o equipamento (tanque) descontaminado por  descontaminador  registrado  pelo  INMETRO,  exceto para  os  equipamentos  que  transportam  produtos  perigosos  regulamentados  pelos  RTQ  1i,  RTQ  3i, RTQ  6i,  RTQ  CAR  (exceto tanque silo) e  para  os  tanques  de  carga  sob  pressão  /  vácuo  (exemplo: limpa-fossas)”;
  • A inspeção de veículos e equipamentos destinados ao transporte de produtos perigosos não deve ser realizada se:
    • Não forem apresentados os documentos necessários mencionados neste procedimento;
    • O equipamento não possuir  rastreabilidade.

IMPORTANTE

1) Caso uma, ou mais condições supra relacionadas, não seja(m) atendida, a inspeção não poderá ser iniciada (*). O cliente deverá providenciar a preparação das amostras (limpeza, abastecimento, retirada de carga) e retornar para nova inspeção de recebimento. A equipe deve realizar nova inspeção de recebimento para assegurar a condição ideal de inspeção.

2) Fica estabelecido que os dados recebidos e gerados nesta inspeção serão tratados de forma confidencial, sendo disponibilizados apenas à equipe do organismo (e equipe de assessoria e auditoria interna), CGCRE, DETRAN, DENATRAN, CREA e UGC (Unidades de Gestão Central). Qualquer outra parte interessada nestas informações só terá acesso mediante autorização formal do Contratante e da Contratada, ou através de ordem judicial.